Skip to main content
uti neo

5 maneiras de encarar a UTI neonatal.

Meu intuito aqui é escrever sobre a experiência de um pai que está pela segunda vez em uma UTI neonatal. Não sou médico, nem vou dar parecer técnico, mas na verdade quero contar sobre como encarar essa “senhora” que bateu na minha porta pela segunda vez.

Quando percebi que estava sendo pai de uma bebê prematura novamente, respirei fundo e me preparei para 1 mês e alguma coisa de luta. Hoje está no vigésimo dia e me vi esgotado da rotina diária e sugadora. Mas quando cheguei por lá não foi difícil perceber que tinham pais ali que já estavam a 40, 50, 60, 70 dias ou mais naquele processo. Para ficar um pouco mais didático, elaborei alguns itens que ajudará a fortalecer quem estiver passando por isso, assim como eu.

1- Viva um dia de cada vez.
Não adianta ficar ansioso, seu bebê precisa de cuidados e está com uma equipe preparada para esta situação, é a tropa de elite da pediatria meu amigo. Pense que a enfermeira vai passar mais tempo com sua princesa do que você, será preciso confiar para deitar na cama tranquilo e voltar pronto pra um novo dia. Cada boletim será uma vitória, um passo adiante. Mas não se entristeça se não evoluir como planejou, lembre-se, o tempo é do bebê, não seu.

2- Perder peso é natural
Nos primeiros dias, é natural que seu bebê irá perder um certo peso, dizem que 10% na média. Então foque em dar muito amor pra essa criança que precisa de muita energia boa quando você estiver por lá.

3- É hora do leite
Na prematuridade os seios da mãe não estão prontos para amamentar, mas com um certo esforço (põe esforço) você pode ajudar a mãe tirar o leite, que no começo será bem pouco, mas suficiente para alimentar aquele ser que precisa do alimento materno, nessa hora cada ml é importantíssimo. Nos dias que irão suceder, vale a pena investir numa bomba para tirar o leite, no mercado existem vários modelos manuais e automáticos, indico uma da marca Avent, modelo manual, que melhor se adaptou a minha esposa.

4- Incubadora (o limite entre você e sua filha)
Seu bebê irá ficar em uma incubadora, pois assim ele poderá se manter aquecido e monitorado pela “tropa de elite” que entrará em ação se necessário. Além da sonda para alimentação ele também estará com um acesso que servirá para o soro e medicação (se necessário). Então todo cuidado é pouco, os médicos indicam tirar anéis, brincos e afins, além de higienizar bem as mãos para evitar qualquer tipo de infecção, porém é importante que o prematuro sinta o toque do pai e da mãe (salvo exceções).

5- Heróis e vilões
Sempre existirão alguns médicos mais diretos, outros mais humanizados e é importante ter calma e paciência para aqueles que não tem muito tato para falar sobre sua princesa. Acredite na primeira vez que passei por isso, teve médicos que disseram que minha filha poderia não sobreviver. Ok, estamos em uma UTI neonatal, mas cada pai quer ouvir que sua filha irá se sair bem dessa. Então feche os ouvidos para os rudes, que logo virá um bom médico dando boas novas. Quer saber? Hoje a Mariah já foi pro berço e peguei ela pela primeira vez no colo.

Essa é a ciranda de uma UTI neonatal, um dia eu entrei, um dia eu vou sair. Mas nesse momento existe um pai que acaba de entrar na ciranda. O que podemos fazer por eles? Vamos conversando.

Comentários

comentário(s)

Henrique Filho

28 anos, publicitário, amante de café, futebol, pacote adobe, pai da Lana e da Mariah